Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

17
Mar13

Special Love!

mudadelinha

Eu adoro cães, ponto final. Não suporto pensar que são vítimas de maus tratos, ponto. E, é com muito pena minha, que não tenho tempo nem disponibilidade, para ser voluntária de uma associação e, dar-lhes miminhos. Tenho dito!

 

Trato a minha cadela como se fosse minha irmã, porque para mim é como se fosse e, vai sê-lo sempre. Vou-a sempre ver como uma bebé, aos meus olhos vai ser sempre assim: o meu bebé! Tudo bem, não sou mãe dela, não foi feita num acto de amor, mas amo-a como se fosse e, não me julguem!

É uma princesa, tolinha, mas é e, não a consigo tratar como se não fosse. A Barbie é mais que uma cadela, mais que um animal, mais que um bicho de quatro patas e, teve a sorte, que muitos não têm, de vir parar a um lar confortável, que lhe dá muito amor e carinho. Está em minha casa há 10 meses e, ensinou-me mais que muitas pessoas, durante 20 anos. É a minha companheira, a minha melhor amiga, não me abandona nos momentos difíceis, não me deixa sozinha quando choro, não me troca quando estou doente e, mal-disposta. Vive as alegrias comigo, está feliz quando eu estou!

 

Entreguei-me de corpo, alma e coração, a este ser inocente e ingénuo, que me derrete o coração e, faz a minha vida ser mais completa. Custa-me deixá-la sozinha, vê-la chorar quando saio. Mas, aquece e conforta-me a alma quando a vejo, sempre que chego a casa. Abro a porta e, já lhe estou a sentir a respiração debaixo da porta, ansiosa para me ver e, lamber-me os pés. Retribuo essa alegria, porque não há nada melhor que a ter no meu dia.

 

Não podia ser de outra maneira a nossa relação, porque apaixonei-me por ela, desde o momento que a vi encolhidinha dentro de uma caixa de cartão. Era tão pequenina, do tamanho de uma porta-chaves, que quando peguei nela a primeira vez senti aquele pequeno coração, muito assutado e cheio de medo. Naquela noite, estava mais ansiosa e assustada que ela, não consegui suportar a ideia, dela dormir sozinha no seu sitío. Era tão fofinha, que peguei nela e, ficou toda a noite á minha beira, como um peluche! Com tanto amor e carinho é uma cadela feliz e brincalhona. Agradeço todos os dias quem a pôs na minha vida e, no meu caminho.

 

Todos os animais deviam ser tratados assim. É um crime vê-los presos a cadeados, á chuva, ao frio, com sede e fome. Corta-me o coração olhar para os olhos de um animal e, ele suplicar e implorar amor, carinho, conforto, mimo, uma manta quentinha e, companhia para o confortar. Doí-me vê-los assim, fracos, desprotegidos, doentes e, indefesos. Porque eles têm sentimentos, eles gostam, amam, odeiam, detestam! Eles falam com os olhos, têm coração, mais que uma pessoa muitas vezes!

3 mudardelinha

Comentar