Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

06
Jun16

Histórias engraçadas*

mudadelinha

 

Ainda antes de começarmos a namorar, antes mesmo de gostarmos um do outro, ele dizia a meio povo na brincadeira que comprava, por 30€, uma mulher que soubesse cozinhar, coser e limpar a casa. Ria-me a dizia-lhe que não ficava comigo, não porque não soubesse fazer essas coisas, mas porque sou preguiçosa para as fazer. Mal sabia que ia mesmo ficar com ele, mas não me comprou por 30€.

Bem... É costume trabalharmos juntos aos fins-de-semana, até porque foi no nosso local de trabalho que nos conhecemos, não a trabalhar, mas como amigos, apesar de para mim ser só um part-time e, de só ir aos fins-de-semana. Por norma, vou trabalhar de manhã e, ele só entra ás 13h, porque a minha hora de sair é às 20h e, ele ainda fica até á 01.00h. Trabalhamos num barzinho, mesmo à frente da praia, e como somos empregados de mesa, de balcão, da cozinha, somos obrigados a usar avental e a respectiva camisola. Posto isso e, tendo em conta ainda a dimensão daquilo, o sistema é de pré-pagamento aos fins-de-semanas, o que nos leva a andar com trocos no avental ou, então, na bandeja. Cada um opta por aquilo que lhe é mais prático. Como já não ia trabalhar à muito tempo, nem reparei que tinha o bolso do meu avental a descoser de um dos lados e, quando o usei a primeira vez não podia lá pôr os trocos, porque arriscava-me a que caíssem a qualquer momento. Pensei então que quando chegasse a casa e quando tivesse tempo ia tratar do assunto. A minha avó materna é costureira, por isso, pensei, que não devia ser muito difícil pegar numa agulha e numa linha e dar uns pontinhos no avental. Lembrei-me imediatamente, como é lógico, daquilo que ele espalhava!

 

Portanto, no fim-de-semana seguinte recebo uma mensagem no sábado à tarde, com a informação de que era para ir trabalhar no domingo. Muito bem, tinha então de tratar do avental, porque não queria ir trabalhar outra vez com ele assim! Imaginem a situação... Sabádo de madrugada, o ponteiro do relógio batia as 04.00h da manhã (mais ao menos), lá me lembrei do avental, daquilo que ele dizia, e pego na agulha e na linha.O quarto meio às escuras, porque tenho uma das lâmpadas do candeeiro fundidas, mas lá a forçar os olhos o avental parecia estar como novo. Avental cosido, assunto resolvido, no dia seguinte já me podia meter com ele e dizer-lhe que tinha uma namorada que sabia coser, para não se preocupar que um dia lhe cosia as peúgas se fosse preciso e, que já não se arranjavam mulheres assim!  Foi castigo... O maldito avental durou pouco mais de duas horas e começou a descoser novamente! É que nem deu tempo de ele chegar para lhe dizer... Quando ele chegou o avental já estava pior do que o que estava! Raios!

 

Já a chegar ao final da tarde, disse-lhe em tom de brincadeira: "Se soubesses, nem por 30€ me compravas! Cosi o avental propositamente para te dizer que sabia coser e o avental descoseu todo outra vez! Além do mais, fiquei triste porque eu sei coser!". Ele riu-se, deu-me um beijinho na testa e disse-me: "Comprava-te na mesma, só não era por 30€, era por mais!"

 

 

1 mudadelinha

Comentar