Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

30
Nov17

Sobre 2017

mudadelinha

Sei que ainda é cedo, que ainda falta mais de um mês para o ano terminar e que muito pode acontecer num mês, mas a fatia maior do ano já passou e por isso começam as reflexões.

 

2017 foi um ano cansativo mas gratificante, como se o que é bom só se conseguisse com muito cansaço e muito esforço! É essa verdadeira lição que levo de 2017. 2017 foi um ano cheio de conquistas, de felicidade, de sorrisos. De muito cansaço e tudo o que ele implica, muitas lágrimas, muita vontade de desistir, de atirar tudo ao ar e sair porta fora e não voltar mais. Tive sempre as pessoas certas do meu lado e é isso também que levo de 2017.

 

De 2017 levo, com muito orgulho pessoal, o término de uma étapa e o inicio de outra: a conclusão da minha licenciatura, o início do mestrado (que tanto custou a escolher!) e o inicio do meu percurso como estagiária. Com muito suor, muito choro à mistura, muitas dúvidas e incertezas, muitas noites mal dormidas, umas não sei quantas noites sem dormir e mais um par de diretas nas noites antes dos exames. Custou mas no fim valeu a pena!

 

De 2017 e não só deste ano que passou, mas como parte dele, e por isso tenho de o referir, levo o L., bem guardadinho no meu coração para o aquecer mais um bocadinho. Todos os dias são só mais uma certeza. 

 

De 2017 não levo grandes amigos, não sou pessoa de muitos amigos e, ao longo do ano, fui-me afastando daqueles que não fazem falta, e só estão perto para ocupar espaço. Essas pessoas não me fazem falta e não são essas que eu quero guardar.

 

Foi um ano preenchido, consegui desapegar-me de um trabalho que me pedia tanto e me sugava toda a minha energia. Consegui um trabalho de verão espetacular (que noutra hora, ainda quero falar por aqui), apesar de  não ter acabado nos melhores moldes, conheci pessoas maravilhosas. Li quatro livros, o que para mim é uma autêntica vitória, visto que já não o fazia há muito tempo.  Consegui juntar dinheiro, coisa que também não conseguia há muito tempo. 

 

Comecei há pouco tempo um método mais eficaz de poupar. Um caderninho bonitinho onde aponto, todos os dias, os meus gastos.

 

2017 ensinou-me algumas coisas muitissimo importantes e uma delas foi que as coisas acontecem quando tem de acontecer, nada de pressas, nem de pânico, nem de desesperos, paciência sempre. Não sou uma pessoa muito paciente.

 

2017 foi um ano bom, tenho a certeza disso!

2 mudardelinha

Comentar

Sigam-me noutro sítio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D