Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

21
Jun17

Sobre Pedrógão Grande?

mudadelinha

Não há palavras! Bem gostava de as ter mas não tenho!

 

Li um texto hoje sobre o assunto que dizia "Que estas mortes não sejam apenas números". E eu digo, o orgulho é efémero, não desaparece mas tenho a certeza absoluta que o que se passou este fim-de-semana apertou um bocadinho o coração de todos os portugueses. Podia ser com qualquer um, podíamos ser nós! E eu só gostava que também para isto fossemos 11 milhões, como fomos para o Euro, como fomos para a Eurovisão, mas não somos. 

 

Há cerca de dois anos fui passar férias com o L. a Figueiró dos Vinhos, aquela zona é absolulamente linda e tivemos imensa sorte com as pessoas que nos 'acolheram', ou melhor onde ficamos alojados, porque além de serem portuenses, eram extremamente simpáticos e docéis e recebram-nos maravilhosamente bem. No meio de toda a confusão que foram as noticias entre sabádo e domingo, só pensava naquele sitío maravilhoso e naquelas pessoas que conhecemos e que tão bem nos trataram e receberam. Estava num impasse se mandava alguma mensagem, se ligava, se tentava contactar de alguma maneira, porque só queria saber como estavam, porque não conseguia ver nas imagens que passavam na televisão aquele sitío, mas pensava que a aflição naquele momento devia ser maior que qualquer e muito provavelmente nem comunicação teriam. Mas, no domingo, durante a tarde, lá mandei uma mensagem de força, a perguntar se estava tudo bem, que ainda fazia contas de ir lá novamente. Já tarde responderam-me, a agradecer a preocupação e a força, que por aqueles lados ainda estava tudo bem, mas que estava muito próximo e estavam com medo, mas ainda não tinham sido evacuados. Fiquei aliviada juntamente com o L., no entretanto não mandei mais nada, mas estou a desejar muito que esteja tudo bem!

 

Chego à triste conclusão que não somos. São as pessoas que querem ajudar com tudo o que têm e são os que se querem aproveitar. Que tenhamos aprendido algo com o que se passou, é só o que peço! Eu aprendi!

 

E não tenho apreciado nadinha a atitude da nossa Ministra da Administração Interna, não percebo quem num momento destes pede que se pare com a solidariedade!

1 mudadelinha

Comentar