Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

09
Ago17

Leituras e afins*

mudadelinha

Acabei ontem de ler "No meu mundo" de Jodi Picoult. Os efeitos do livro e do final ainda estão a produzir efeitos na minha cabeça,  ainda não parei de pensar no livro, pelo que sinto-me incapaz de escrever  uma opinião sobre ele para já. 

 

Por outro lado, venho contar um segredo. Admito que tenho este livro e outro do mesmo autor  (que não me lembro qual)  há mais de 6 anos na minha estante e que nunca o li porque tenho medo de me apaixonar pelo livro e de querer ler mais e mais. Mas, bem chegou o dia. Vou finalmente começar a ler "A sombra do vento" de Carlos Ruiz Zafón. Se me quiserem deixar alguma sugestão de livros deste autor, porque já li muita coisa. Já li que este é o melhor livro dele e que os outros não vão de encontro às expectativas. 

 

Bem... vamos lá! As saudades que eu já tinha de ler, e já tenho o próximo para ler. 

 

livros_digitais_-_donatas1205_Shutterstock.jpg

 (Retirada da internet)

 

30
Jul17

Leituras recentes*

mudadelinha

O meu mais recente trabalho permite-me estar muito tempo parada, pelo que tenho aproveitado os tempinhos mortos para por a minha leitura em dia, coisa que não faço à muito tempo. E eu que sempre adorei ler e que tenho uma mini biblioteca em casa.

 

Comecei então a ler os "Filhos da droga" de Christiane F. Acabei-o ontem. Livro esse emprestado pelo L. que andou meses a massacrar-me que tinha de o ler. 

 

O livro torna-se chocante pelo próprio relato da autora. Trata-se de uma criança de 12 anos que se entrega à droga e, consequentemente, à prostituição infantil. O livro e todas as pequenas criticas que fui lendo tratam-na como jovem.  Não concordo que uma criança de 12/13 anos possa ser tratada como jovem ou adolescente.  

A história acompanha o percurso de Christiane dos 12 anos até aos 15, as várias tentativas falhadas de desintoxicação, até a mãe a mandar para casa de uma tia do outro lado da Alemanha, para que ela pudesse crescer afastada do ambiente da droga. Este é o fim do livro. 

 

Não foi dos livros que mais gostei, não me apaixonei,  houve apenas passagens do livro que ficava arrepiada quando pensava que se tratava de uma criança com os seus poucos 13 anos.