Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

27
Mar18

A segunda parte da saga de um estágio em advocacia

mudadelinha

Gostava de ser corajosa e de dizer a quem está a pensar seguir esta vida “Não o façam!”, mas sempre que me abordam ou que me pedem um conselho volto atrás nas palavras. O coração costuma falar por mim e muitas vezes não me dá tempo de pensar naquilo que vou dizer, mas quando me pedem um conselho sobre a minha futura vida profissional penso que tenho de olhar para as coisas boas e não tenho de estragar os sonhos de outra pessoa. Aconteceu-me há pouco tempo. Depois fico a pensar naquilo que disse e naquilo que penso e se fiz bem ou não. Não estou a mentir, mas talvez apresente um mar de rosas desta vida quando não é. Se me pedirem conselhos sobre o curso digo que é um curso cansativo e trabalhoso, como qualquer um, como qualquer trabalho, como qualquer sonho, precisamos de foco, de dedicação, de determinação, de perseverança. A verdade é que cada vez mais sinto que existem estigmas relativamente a esta profissão, mas nem é disso que quero falar, porque sou uma simples aprendiza.

Já falei aqui o assunto e, para mim, não começou bem, o que pode ter influenciado a minha opinião, apesar de saber que uma experiência negativa não passa disso. Todos já tivemos experiências negativas, escolas de que não gostamos, trabalhos com os quais não nos identificamos, pessoas de que não gostamos e que não gostavam de nós, e isso não quer dizer que vá ser sempre assim. E não é, mudei e mudei para muito melhor. A experiência está a ser muito melhor, quer a nível profissional, de conhecimento e de tarefas, quer a nível relacional, identifico-me muito mais com as pessoas e com o escritório em si.

No entanto, sinto que a opinião que tinha, a opinião que formei nos primeiros meses, não mudou e dificilmente vai mudar, porque consigo olhar à minha volta e concluir que, de uma maneira geral, são todos assim. Mas, como disse, estou a tentar não pensar negativo e olhar para as coisas de uma forma muito positiva, porque a não ser que pretenda mudar o rumo da minha vida profissional, esta é a minha futura profissão e tenho de aprender a identificar-me com ela, a bem ou a mal. É triste pensar que tenho de aprender isso, a identificar-me com a profissão, porque sempre pensei já estava apaixonada por ela, ou que me sentiria feliz assim quando começasse a estagiar, mas não, no fundo nunca me imaginei a fazer isto.

Pelo menos sinto-me mais feliz do que o que estava e vou trabalhar com outro gosto e prazer. Já adormeço no dia anterior com alguma ansiedade, porque no dia seguinte vou para o escritório e vou aprender coisas novas, ou fazer coisas que já fiz, mas não interessa, é sempre bom.

 

 

4 mudardelinha

Comentar

Sigam-me noutro sítio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D