Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

09
Dez18

As minhas melhores e piores compras de 2018

mudadelinha

Tentei ser menos consumista e mais realista em 2018 e consegui. Objetivo cumprido. O objetivo era comprar menos e poupar mais para tirar umas férias, e consegui tirar dois períodos de férias, ir a alguns concertos e aproveitar outro tipo de coisas. O objetivo era controlar os meus vícios e guilty pleasures, foi difícil, cedi algumas vezes, mas não tantas como costumava fazê-lo, e o principal objetivo foi cumprido com distinção. Venho então partilhar algumas, porque não me lembro de todas, das melhores e piores compras que fiz ao longo de 2018.

Vou começar pelo pior, pelo meu pior dinheiro gasto e que se soubesse não tinha comprado, mas agora não há muito a fazer. Algumas das coisas já pus ao lixo, já dei ou já estão a um canto para reutilizar.

  • Duas malas que comprei para o meu mini computador. Que erro gigante! A primeira que comprei custou-me quase 40€ na Parfois, ainda estava a loja em saldos de Natal, porque foi mesmo no inicio do ano. Não imaginam a minha desilusão quando, nem passada uma semana, a alça da mala arrebenta por completo e eu já não sabia do talão para trocar ou ir lá, sou sempre a mesma nisso! Ainda tentei compor em casa, levei a uma costureira e, posteriormente, a um sapateiro, mas nada a fazer, além do prejuízo que não seria, porque a mala já me custou, ainda teria de pagar o arranjo. Ou seja, pouco ou nada a usei, acho que a usei 2 ou vezes. Desilusão muito grande, tenho evitado muito ir à Parfois, porque custou-me mesmo! Tentei desenrascar-me com a minha velhinha, que já estava toda rota, mas sempre me safou nas horas mais difíceis e nunca me falhou ao longo de tantos anos. Passados uns meses, numa ida à feira com os meus pais, para comprar fruta, ao sábado de manhã, vi uma tendinha de malas. Decidi dar uma espreitadela e gostei muito de uma mala que lá tinha, que era pequena e jeitosa para andar com o meu computador, que é pequeno e levezinho, não exige uma mala muito grande, fora quando ando cheia de tralha. Perguntei ao senhor o preço, que já não me lembro bem se foi 15/20€, ainda hesitei se a trazia ou não, mas ele lá me convenceu, e o meu pai que estava ao lado também achou que era uma boa aposta, Bem, sempre durou mais que anterior e foi mais barata, mas a vida dela não passou dos 5/6 meses. Também me partiu o coração quando me apercebi que não a podia usar mais, se não aconteceria o mesmo que à outra. Maldito dinheiro gasto em malas para o computador! Mas a da Parfois foi maior. Ando a precisar comprar uma, mas até me custa, porque acho que elas vêm amaldiçoadas para as minhas mãos, e para isso prefiro andar com a minha que está velhinha, mas pronta para mais uns anos.
  • Logo no inicio do ano também comprei uma garrafa térmica, ou supostamente térmica, na Flying Tyger. Ok, ela custou 4/5 euros, e não explodiu nem nada parecido (sim, porque eu tive uma garrafa que partiu mesmo quando lhe virei água quente), era mesmo gira, e eu apaixonei-me por ela quando fui uma vez com o L. à Tyger ver qualquer coisa que precisávamos. E, vá lá que durou quase 1 ano, é tempo record por estes lados, mas começou a desfazer-se toda. Do género, o plástico separava-se do metal e o metal do plástico, o boneco que era em papel desapareceu, eu sei lá. Cheguei a um ponto que já me custava sair com ela assim de casa, então andei uns meses com ela por casa. Como a nossa cozinha fica no andar de baixo e os quartos no de cima, gosto de beber da garrafa, por exemplo ao domingo à tarde, quando estou em casa, para não andar sempre a subir e a descer. Então, ainda a tentei aproveitar para isso, mas nem para isso ela já estava a servir. Também tenho de comprar uma, ando com uma muito velhinha, que já era do tempo da minha mãe, que nunca me falha, mas já começa a dar sinais de vida.
  • A nível de roupa, arrependi-me de comprar duas coisas. Nos saldos de inverno, comprei um blazer na lefties, que me custou 7/8€, até fui com a minha irmã, e ela escolheu outro que não havia o meu tamanho. Qual não é a minha surpresa quando começo a usar o blazer perto da Primavera e ele começa a ganhar imenso borboto. Basicamente, usei-o umas duas ou três vezes, e ele já parece que tem anos de uso. Querer comprar coisas muito baratas dá nisto, falta de qualidade e dinheiro gasto. Mas, já fora dos saldos, já não me lembro bem em que altura foi, comprei umas botas bejes na Pull and Bear outlet, e nem foram muito baratas, o preço delas foi 25€ acho. Foram as botas mais desconfortáveis que comprei até hoje e na hora não me pareceram tão desconfortáveis. Levei-as uma vez para o escritório (quando ainda estava no primeiro estágio) e quase chorava com as dores nos pés. Elas têm a sola de madeira e é mesmo muito desconfortável. Entretanto, passei-as à minha irmã que usa o mesmo número de calçado, mas ela também não deve ter gostado, porque nunca a vi usá-las muito. Enfim, às vezes mais vale gastar mais um bocadinho e comprar com qualidade.

 

Mas, nem tudo foi mau e consegui fazer algumas compras razoáveis, coisas que me fazia mesmo falta, outras nem tanto mas que acabaram por me dar jeito por uma razão ou outra, e que não me arrependi nada de as comprar.

  • Começo por falar nas melhores sapatilhas que comprei até hoje, que não as tenho largado por nada e foram as sapatilhas que levei de férias. Até foi por isso que as comprei, porque queria levar mesmo calçado confortável e que me servisse também para trabalhar, quando tenho trabalhos fora do estágio. Foi uma das compras online que decidi fazer, e apesar dos portes que tive de pagar não me arrependi nada, o serviço foi muito eficaz. As sapatilhas são da Adidas, o L. estava sempre a recomendar-me a adidas, apesar de eu ter sido sempre #teamnike, e este ano decidi apostar, e ainda bem. Custaram-me 40€, mais os portes, mas foi das minhas melhores compras e investimentos. Sei que me vão durar imenso tempo e que tenho umas sapatilhas para tudo o que precisar, além de que são lindas, ficam bem com tudo e dão para qualquer ocasião.

Sapatos Questar Drive Core Black / Ftwr White / Bright Cyan B75687

(daqui)

  • Este ano decidi apostar numa agenda Mr. Wonderfull, nunca tinha experimentado e estou a adorar. São super práticas e chamativas, nunca me sinto desmotivada quando a abro e tem sempre coisas novas, frases novas, bonecos e cores novas. Não me arrependo e para o ano vou voltar a usá-la.
  • Outra das coisas que andava sempre a comprar barato e que não me servia de muito, era tapetes e ratos para o PC. Fartei-me e depois de muito ver e ouvir opiniões do L. e da minha irmã, decidi comprar um ratinho pequeno e um tapete de rato gaming, que são maravilhosos. São instrumentos que me dão imenso jeito e que são de qualidade. Sei que vão durar imenso tempo e que vão valer cada cêntimo. Agora, preciso de comprar um teclado portátil, que será uma das compras do próximo ano.
  • A nível de roupa também consegui fazer algumas compras, não muito caras, que precisava mesmo muito e que me faziam falta no armário. Aproveitar os saldos e as promoções é sempre uma boa ideia, comprei um casaco de inverno beje na HM nos saldos de inverno, que adoro, e ando sempre com ele. A Pull and bear e a Lefties, apesar de me terem desiludido nalgumas coisas, surpreendera-me noutras, e comprei coisas que não me arrependo tanto, como umas botas pretas que comprei na Lefties, que uso-as mesmo muito e estão em ótimo estado, ou as calças que comprei na Pull, que além de baratas, parecem-me ser de ótima qualidade.

 

Estas foram as minhas piores e melhores compras do ano que está a acabar.

Este tipo de reflexão sobre aquilo que comprei é mesmo muito útil, consigo entender onde é que gastei o dinheiro e porquê e do que é que me arrependo, ou não, de ter comprado.

1 mudadelinha

Comentar

Sigam-me noutro sítio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D