Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas (des)Interessantes

Coisas (des)Interessantes

17
Mar20

As saudades

mudadelinha

Em tempos de quarentena e isolamento como o que vivemos, as saudades aguçam-se é verdade, mas nunca pensei que fosse capaz de ficar tantos dias em casa, longe de tudo e de todos, e estar a gostar.

Estar longe de casa tem muitas coisas boas, outras más. Há dias muito bons e há dias que nem tanto. A experiência tem sido positiva de uma maneira geral. Adaptei-me bem ao local de trabalho, mas também tenho dias que ainda me sinto perdida, porque falta-me aquela sensação de “casa”. Mas, acho que essa sensação de “estarmos em casa” demora o seu tempo, certo? Não me preocupo muito com isso. É a nossa capacidade de nos adaptarmos a novos sítios, a casas novas, a espaços novos e de fazer deles nossos.

As saudades não são tanto de chegar a casa e ter tudo feito, ou de ter alguém que o faça por mim, bem pelo contrário. Essas são as tarefas que mais me dão gosto. Cozinhar aquilo que gosto, comer o que me apetece, fazer listas daquilo que tenho e daquilo que preciso, ver panfletos dos hipermercados e ver as promoções e onde me compensa mais comprar o quê.

Dou por mim preocupada que tenho de passar a ferro, e tenho de pôr a roupa a lavar ou a secar, caso contrário não tenho calças para vestir. Dou por mim preocupada que tenho de limpar a casa, o chão é claro e parece que está sempre sujo, que tenho de ir levar o lixo para não ficar cheiros, visto que moro num T1, que tem janelas pequenas, mas que tenho de as abrir para a casa receber luz e respirar.

Tenho saudades da companhia, que se suaviza pelas novas tecnologias. Tenho saudades de chegar a casa e ter as minhas cadelas a saltar-me para as pernas, deitar-me na cama e elas virem para a minha beira, ouvi-las pela casa durante a noite. Não posso ter animais na casa onde estou, nem quero para já. À partida, em breve irei mudar de casa, e nessa vou querer um gatinho para me fazer companhia nos dias mais só.

Tenho saudades do L., a sensação de ter um dia mau, e ter quem me confortasse, mas isso também se suaviza pelas novas tecnologias, nos dias mais tristes, tenho saudades do abraço, mas ele está sempre lá. Sempre mesmo.

Comenta:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Sigam-me noutro sítio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D