Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas (des)Interessantes

Coisas (des)Interessantes

16
Fev22

Passamos o primeiro trimestre e agora?

mudadelinha

Apesar de não ter sido uma gravidez planeada, quando descobrimos tentamos controlar os ânimos, acho que nem soubemos gerir muito bem as emoções, por um lado o choque, por outro a alegria, foi difícil gerir os primeiros dias. Estávamos os dois de férias, tínhamos tirado aquela semana estrategicamente para nós e os planos saíram-nos furados, por muito que não quiséssemos falar sempre no mesmo, a conversa ia sempre parar a um ser que crescia dentro de mim.

Sobrevivemos aos primeiros meses, com um segredo muito bem escondidinho e preparado para a noite de Natal. Fizemos a 1º ecografia, ouvimos o coração a bater pela primeira vez (um bocadinho diferente daquilo que estava à espera, sou sincera). Umas semanas depois descobrimos que vamos ter um menino e decidimos como se vai chamar, depois de alguma birras. Os enjoos continuaram muito ao de leve, quase sempre de manhã, a obstipação sempre presente (nome simpático fofinho para o meu principal sintoma da gravidez e que tantas dores de cabeça me tem dado, já me levou três vezes às urgências).  

A ficha começou a cair quando contamos à família e aos amigos, no trabalho, quando já se começa a ver uma barriguinha a querer ser a personagem principal de uma foto ou simplesmente do meu dia.

As principais dificuldades até agora, não é difícil de perceber quais foram e estão a ser:

- Obstipação (pelo que percebi é comum, tal como os enjoos, que por aqui foram muito tranquilos), para quem nunca sofreu de nada disto, há dias que são aflitivos. Já me levou 3 vezes às urgências, dado o desespero e, além de um medicamento que me aconselharam, os conselhos são sempre: exercício físico equilibrado, beber muito água, caminhar muito, ter uma alimentação equilibrada e saudável e controlar a ansiedade;

- Planear o futuro, há muitos anos que deixei de planear muito o futuro, com sorte planeio o dia de amanhã porque tenho um horário a cumprir, preciso de levar uma garrafa de água, preparar a lancheira e essas coisas, mas nunca passa muito disto. Ora, com um bebé a chegar é preciso planear algumas coisas, alinharmos outras, falarmos muito sobre o assunto, começarmos a pensar no carrinho, ovinho, berço/next-to-me, enxoval e essas coisas todas. Admito, estou meia perdida nisso, quando descobrimos estávamos a meio do processo de compra de casa, que, entretanto, está super atrasado, o apartamento onde estamos não tem condições para sermos 3, não tenho espaço para guardar nada, é impensável pensar em comprar o que quer que seja e trazer para aqui. Depois, são nomes e nomes diferentes, até há uns dias não sabia distinguir o ovinho da alcofa, ou um bodie de um fofo. Seguia algumas páginas por pura curiosidade, comecei a procurar mais informação, temos feito alguns workshops de alguns temas que nos interessam e que gostamos de aprofundar.

- Outra das maiores dificuldades é os mitos e os palpites, já não era a melhor pessoa para palpites, quanto mais agora.  Andamos semanas a implorar à família “Não comprem muita coisa sem nos perguntar, temos as coisas da nossa afilhada, eu não quero ter coisas em exagero porque não há necessidade, deixem-me fazer uma lista e sigam-se por essa lista. Além de que o bichinho nasce no Verão, as roupas certamente não serão iguais a um bebé que nasce em janeiro ou fevereiro, deixem-nos organizar tudo primeiro, antes de ficarmos atolados de coisas que não vamos usar!” Não adiantou de muito, um oferece isto, e o outro achou aquilo muito fofinho, e não tem mal nenhum, nós adoramos. Fiz a lista e comecei a riscar o que nos iam dando, e sempre que posso sublinho “Já chega para os primeiros meses, agora ofereceram para os meses a seguir sim? Os bebés crescem e para os meses a seguir também dá um jeitaço!” O pessoal lá se vai organizando, avós, tios, amigos e ninguém fica chateado por nos querermos organizar assim, pelo contrário. Mas precisei de me impor várias vezes e frisar bem “É um bebé de verão, não é um bebé de inverno, deixem-me perguntar à enfermeira que roupa é aconselhável usar, certamente que não vou usar 3 camadas de roupa polares mais uma manta polar!”. Ouvi algumas coisas desagradáveis, sou sincera, mas também as devolvi, porque as hormonas já não ajudam muito. Isso e dizermos “Ah, andamos a ponderar usar fraldas reutilizáveis, gostávamos de experimentar e saber se nos adaptamos”. Ao que toda a gente olha de lado para nós como se fossemos ET’S, e eu ripostei “Não somos ETS e caso seja a decisão transmitiremos a dinâmica para que estejam todos à vontade com isso”.

- A maior dificuldade mesmo foi toda a situação pandémica que vivemos, e esta vaga começou a aproximar-se muito do nosso círculo de convívio, inclusive do meu trabalho, e apanhou-nos há uma semana. E é assustador! Confesso que ainda estou assustada, marquei consulta para o 1º dia de liberdade para ficar mais descansada, mas todo o isolamento foi uma explosão de ansiedade, difícil de controlar e ainda não acabou.

 

Desculpem o desabafo, sinto que passou muito rápido, estamos quase no 3º trimestre e parece que foi ontem que descobrimos.

 

(a imagem foi retirado do pinterest)

 

 

Sigam-me noutro sítio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D