Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas (des)Interessantes

Coisas (des)Interessantes

24
Mar18

Algumas manias que tenho quando estou a ler

mudadelinha

 

Vamos lá ver se se identificam com alguma ou se sou a única.

 

  1. Gosto muito de ler enquanto ando de autocarro ou de metro, e normalmente vou a ouvir música e a ler. É das coisas que mais me dá prazer é ler e ouvir música, se bem que nem sempre é fácil fazer as duas coisas e, muitas vezes, acabo por abdicar da música. O que acontece é que tenho sempre uma música que me faz lembrar o livro, a história, as personagens, aquelas emoções que o livro suscita. Muitas vezes a música não tem mesmo nada a ver com o livro, mas de ir ali a ouvi-la sempre que estou a ler, acaba por ficar no ouvido.
  2. Há uns anos marcava os livros da seguinte forma: dobrava-os num dos cantinhos, se o livro me pertencesse claro, porque se fosse emprestado ou requisitado da biblioteca municipal nunca o fiz. A partir de uma certa altura começou a fazer-me confusão dobrar as folhas dos livros, então comecei a dar uso aos imensos marcadores de livro que tinha. Quando quero marcar passagens do livro, ou o faço a lápis, de forma muito levezinha, ou aponto numa folha autónoma a página e o paragrafo.
  3. Adoro ler no meu quarto, no sofá, numa esplanada, no carro, nos transportes públicos. Quando leio em casa e começo a perder a posição, mudo de divisão. Se estou no quarto vou para a sala e vice-versa. Ah! Adoro ler na praia.

 

Bem, para já é só. Quando pensei neste post pensei que teria muito mais para partilhar, mas não me estou a lembrar de mais nenhuma mania que tenha. Se me lembrar mais tarde de alguma partilho noutra altura.

Bom fim-de-semana 😊

15
Mar18

A próxima leitura

mudadelinha

Deparo-me sempre com um problema na hora de escolher o próximo livro que é desapegar-me do anterior quando gostei dele. Muitas vezes isso leva-me a procurar as mesmas personagens, a mesma escrita, a mesma história e acabo por demorar uns dias a ganhar o fio à meada do novo livro.

 

Lá escolhi e o principal critério foi ser um livro pequeno, não no número de páginas, mas no sentido fisico. Maioritariamente, vou a ler nos transportes públicos e como costumo ir com duas malas, já carregadas, não me convém andar com mais um peso atrás porque não me vai facilitar a vida e, também, já sofro da coluna que chegue. Sendo assim, o principal critério foi este, ser um livro pequeno, de bolso ou fininho. 

 

Não foi uma escolha fácil, de tantos livros que tenho e de tantos outros que quero ler, mas funcionou por exclusão de partes. Escolhi um livro que 'roubei' do L. e que já queria ler há muito tempo.

 

transferir.jpg

(esta imagem foi retirada da internet)

 

Como este livro tem filme e também quero ver o filme há algum tempo foi a minha escolha. A edição que tenho é mesmo esta, é um livro com 284 páginas e a edição é fácil de transportar.

O livro é Véu Pintado de Somerset Maugham e a edição é da ASA. Já comecei a ler, li as primeiras 30 páginas, e estou a gostar.Cheira-me que foi uma boa escolha e mais tarde, partilho um bocadinho da história.

 

"... Esse véu a que os que vivem chamam Vida."

 

 

 

04
Mar18

Pequenos excertos da obra de August Cury, A Saga de Um Pensador

mudadelinha

" Falcão, fitou vagarosamente o amigo e, como se estivesse estivesse iluminado, disse: 

- Há dois tipos de Deus: um Deus que criou os homens, e outro que os homens criam. Para mim, esses filósofos não acreditavam no Deus criado pelos homens. Eles foram contra a religiosidade da sua época, que dilacerava os direitos humanos, mas não eram ateus puros. Todavia, não posso falar por eles."

 

"- A maioria dessas pessoas vive porque respira. Já não perguntam "quem são", "o que sou". Estão entorpecidas pelo sistema. O ser humano actual não ouve o grito da sua maior crise. Cala a sua angustia porque tem medo de se perder num emaranhado de dúvidas sobre o seu próprio ser. No começo do século XX, a ciência prometeu ser o deus do homo sapiens e responder a essas perguntas. Mas traiu-nos.

- Porque é que nos traiu?

- Primeiro, porque não desvendeu quem somos; continuamos a ser ume enigma, uma gota que por um instante aparece e logo se dissipa no palco da existência. Segundo, porque, apesar do salto na tecnologia, ela não resolveu os problemas humanos fundamentais. A violência, a fome, a discriminação, a intolerância e as misérias psíquicas não foram debeladas. A ciência é um produto do ser humano e não um deus do ser humano. Use-a e não seja usado por ela."

 

" - A sabedoria de um ser humano não é definida pelo quanto ele sabe, mas pelo quanto ele tem consciência de que não sabe..."

 

" Realmente, o choque poderia ser insuportável, ponderou Marco Polo. Mas falharemos cem por cento das vezes que não tentarmos, reflectiu. "

 

" - Os nossos comportamento afectam de três modos as pessoas: alteram o tempo delas; alteram a sua memória, atrvés do registo desses comportamentos; e alteram a qualidade e frequência das suas reacções. Alterando o tempo, a memória e as reacções das pessoas, modificamos o seu futuro, a sua história."

 

" - O conhecimento humanista produz ideias. As ideias produzem sonhos. Os sonhos transformam a sociedade..."

 

"Acima de tudo, os médicos, bem como todos os profissionais de saúde, devem ser vendedores de sonhos. Pois se conseguirmos fazer os nossos doentes sonharem, ainda que seja com mais um dia de vida ou como uma nova maneira de ver as suas perdas, teremos encontrado um tesouro que os reis não conquistaram..."

 

 

Este livro tem 317 páginas, estou na 183. Não é o meu género de livro, daí o tempo que me levou a continuar a sua leitura, mas parece-me que se torna mais interessante a meio, pelo menos foi o que senti. Tem passagens geniais, tem citações maravilhosas, mas é muito filosófico. Para quem gostar deste género de livro, que envolva psicologia e filosofia, como é o caso do L. que me aconselhou esta leitura, este é o autor ideal.

 

Quando acabar a sua leitura dou a minha opinião.

 

29
Jan18

(Parte) Das minhas leituras para 2018

mudadelinha

Depois de 29 dias de 2018 ter começado, venho partilhar as leituras que estabeleci para este ano. Não são muitas, muito pelo contrário, mas também não quero estabelecer uma meta muito grande quando sei que, possivelmente, nem esta vou cumprir.

 

A minha ideia para 2018 é acabar aquilo que não acabei em 2018, fora isso é não sair da minha zona de conforto, ou seja, não arriscar com novos estilos, nem com autores dos quais não conheço muito, porque não quero deixar incompleto 2018 como deixei o ano passado.

 

Desta maneira:

 

  1. O primeiro livro que quero acabar, que já comecei há muito tempo, é A Saga de Um Pensador, de August Cury. O livro preferido do L. e que ainda não o acabei.
  2. O segundo livro que quero acabar de reler, porque já é a segunda vez que o leio, e é dos meus livros preferidos é Uma dose de droga uma grama de esperança, de Daniel Oliveira. 
  3. O terceiro livro que quero acabar de ler, comecei e não o acabei (mais um não é?) é a Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón

 

A lista de livros inacabados já acabou, pelo menos não me estou a lembrar de mais nenhum, se descobrir algum que não acabei de ler, venho aqui partilhá-lo. Depois disso, espero sugestões dentro dos livros que tenho. Estou a pensar ler mais uma vez os Maias de Eça de Queirós, porque tenho muitas saudades daquele livro. 

 

Depois disso, quero ler mais um ou dois livros do Eça de Queiróz, talvez a Reliquia e o Crime do Padre Amaro. Quero ler pela primeira vez Amor de Perdição de Camilo Castelo Branco. 

 

Como disse, não me vou alongar mais na lista, porque não sei se, fora os três primeiros, consigo concluir o resto.

 

Se ao passarem por aqui e tiverem alguma sugestão, ficarei eternamente grata. 

Fiquem desde já a saber que adoro historinhas lamechas, romances, romances históricas, fições levezinhas, dentro disso. Nada de thriller, policiais.

O que acham desta lista? Gostam? Já leram algum dos aqui referi?

 

Boa semana :)

 

Sigam-me noutro sítio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D