Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas (des)Interessantes

Coisas (des)Interessantes

17
Mar13

Inspira-me e o gosto pela leitura!

mudadelinha

Eu não sou muito de falar do que leio, ou do que deixo de ler. Não sou de fazer críticas literárias, nem nada semelhante, porque não tenho posição, nem cultura para o fazer, apesar de adorar ler. Penso que cada um tem os seus gostos, o seu estilo de leitura, escritores preferidos e, escritores que não gosta tanto. Para fugir um bocadinho a isso, opto por falar "nisto" apenas quando me apetece, por uma questão de respeito pelos gostos e preferências de todos.´

 

Adoro ler desde que me lembro. Há livros que ainda estão na minha posse, que foram os primeiros que li e, lembro-me de a minha mãe e, o meu pai me lerem á noite, quando era pequena. Desde que entrei na escola primária, eles levavam-me todos os anos á Feira do Livro, no Porto, que se realiza no Palácio de Cristal (agora não me recordo com precisão a data, mas penso que seja no mês de Maio/Junho, salvo erro). Lembro-me de comprar livros sobre golfinhos, sobre borboletas e, sobre cães. Vinha encantada para casa, aquele dia fazia-me feliz o resto do ano. Na Páscoa, no Natal, no meu aniversário, a família mais próxima enchia-me de livros, de bonecos, daqueles com relevo, tudo e mais alguma coisa. Desde que me lembro, sempre fui uma apaixonada por livros! Lembro-me de ler Uma Aventura, Os Cinco, Os Sete, O Colégio das Quatro Torres, As Gémeas e, muitos outros que não me recordo com toda a certeza dos seus títulos e autores. 


Ao longo dos anos, fui-me apercebendo que a leitura, os livros, eram um refúgio na minha vida. Entrava naquele mundo e, não queria sair, porque ali era onde me sentia bem, com aqueles "amigos". As personagens entravam, de tal maneira na minha vida, que fizeram de mim o que sou. Dentro do meu coração guardo, com todo o carinho, todas as personagens, todos os valores que os livros me incutiram. Quando entrei na escola básica, no 5º ano, começei a gostar de ser eu a escolher os meus livros. Entrava na biblioteca, durante os intervalos e todas as semanas trazia um livro para casa. Adorava a colecção "Viagens no Tempo", da dupla Isabel Alçada/Ana Magalhães e, foram talvez os livros que mais interesse me despertaram. Posso destacar "O Ano da Peste Negra", "A Descoberta do Brasil", "Viagem á índia", entre muitos da mesma colecção. Esta colecção despertou-me, ainda, o interesse pela história. Claro que os professores, ao longo dos anos, ajudaram nesta caminhada e, felizmente, tive excelentes professores de português e, de história, que me ajudavam a descobrir os meus interesses literários e, a procurá-los.


Não posso dizer que, nos dias que correm, leio todos os dias. Mas, posso dizer que sinto falta disso e, que sempre que o faço, são os minutos mais importantes do meu dia. Continuo a ser apaixonada por livros, gosto de falar "em voz alta" sobre isso, respeito gostos e preferências, porque eu tenho os meus e, não gosto de ser criticada. Continuo a entrar no mundo que o livro tem para me oferecer, a apaixonar-me por cada personagem, a ficar com um pedacinho dela, porque cada livro me ensina uma lição de vida! E, por esta e, muitas mais razões que não são explicáveis, agradeço a cada livro que faz parte da minha vida e, do meu coração, porque eles são meus amigos, são os meus melhores amigos. Absorvem os meus problemas e, as minhas fustrações, as minhas alegrias e tristezas. E mais que isso, permanecem! Posso afirmar e, com alguma certeza, que muita da falta de educação que se assiste, hoje em dia, por parte de crianças e pré-adolescentes, na rua, na escola, nos supermercados, se deve muito á falta de livros. Os livros preparam-me enquanto pessoa, fizeram-me crescer e, amadurecer. E, é isto que sinto, sempre que acabo de ler um livro, que ele me ensinou alguma coisa!


Posso dizer que, ao longo dos anos, vários livros me despertaram interesse, mas os principais foram (não consigo escolher só um):

O Ano da Peste Negra, de Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães;

Momentos Inesquecíveis, Diário da Nossa Paixão, de Nicholas Sparks;

Três Semanas com o Meu Irmão, de Nicholas e Micah Sparks;

O Principezinho, de  Antoine De Saint-Exupéry;

Triologia "O Ceptro de Aerzis", de Inês Botelho;



 

 

 

17
Dez12

Melhor leitura de 2012

mudadelinha

 

 As Cinquenta Sombras de E L James

 

 

Uma história polémica, viciante, comovente e fantástica. Por outro lado, repetitiva e sem conteúdo, sem grandes personagens marcantes, á excepção da personagem principal Christian Grey.

 

"As Cinquenta Sombras de Grey é um romance obsessivo, viciante e que fica na nossa memória para sempre. Anastasia Steele é uma estudante de literatura jovem e inexperiente. Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional. O destino levará Anastasia a entrevistá-lo para um jornal universitário. No ambiente sofisticado e luxuoso de um arranha-céus, ela descobre-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, sombrio, cuja beleza corta a respiração. Voltarão a encontrar-se dias mais tarde, por acaso ou talvez não. O implacável homem de negócios revela-se incapaz de resistir ao discreto charme da estudante. Ele quer desesperadamente possuí-la. Mas apenas se ela aceitar os bizarros termos que ele propõe... Anastasia hesita. Todo aquele poder a assusta – os aviões privados, os carros topo de gama, os guarda-costas... Mas teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey, as suas exigências, a obsessão pelo controlo… E uma voracidade sexual que parece não conhecer quaisquer limites. Dividida entre os negros segredos que ele esconde e o seu próprio e irreprimível desejo, Anastasia vacila. Estará pronta para ceder? Para entrar finalmente no Quarto Vermelho da Dor?"


"Perseguida pelos negros segredos que atormentam Christian Grey, Anastasia Steele separa-se dele, e começa uma carreira numa prestigiada editora de Seattle. Mas por mais que tente, Anastasia não o consegue esquecer – ele continua a dominar-lhe todos os p ensamentos. E quando Christian lhe propõe reatarem a relação com um novo e diferente acordo, ela não consegue resistir.

Aos poucos, uma a uma, começam a revelar-se as Cinquenta Sombras que torturam o seu autoritário e dominador amante. Enquanto Grey se debate com os seus demónios, e revela a Anastasia um lado inesperadamente romântico, ela vê-se obrigada a tomar a mais importante decisão da sua vida. Uma escolha que só ela pode fazer…"


"Quando a jovem e inocente Anastasia Steele encontrou pela primeira vez o impetuoso e fascinante milionário Christian Grey, começou entre eles um affair sensual que lhes mudou a vida para sempre. Assustada e intrigada pelas singulares inclinações eróticas de Grey, Anastasia exige um compromisso total na relação. Com medo de a perder, ele aceita. Agora Anastasia e Grey têm finalmente tudo o que desejavam - o amor, a paixão, a intimidade, uma riqueza incalculável - e todo um mundo de possibilidades à sua espera. Mas ela sabe que amá-lo não será fácil, e que estarem juntos vai implicar ultrapassar barreiras que nenhum deles poderia prever. Anastasia vai ter de aprender a partilhar o estilo de vida de Grey sem sacrificar a sua identidade. E ele terá de aprender a superar o seu obsessivo impulso de tudo controlar, enquanto se debate com os demónios do seu terrível passado. E quando tudo parece estar conjugado para que ambos consigam finalmente ultrapassar os maiores obstáculos, o destino conspira para tornar dolorosamente reais os maiores medos de Anastasia."



Na minha opinião, aconselho este livro, ou melhor, a leitura desta triologia. Trata-se de uma históra viciante, que nos envolve, que nos leva para dentro do livro e, queremos ler sempre mais e mais. E, quando reparamos, o livro já acabou. Existem capítulos, e partes dos livros, um bocado eróticos, mas nada que não se leia noutros livros, que não são criticados.  Nunca pensei vir a gostar tanto do livro, depois das críticas que li e ouvi, uma vez que é preciso admitir que é uma escrita muito simples, repetitiva e, não há grande caracterização das personagens. 


Não fazia parte da minha lista de compras, comprar esta trilogia. No entanto, quando me dirigi a papelaria da minha rua para tirar umas fotocópias, a senhora impigiu-me de tal maneira o 1ºlivro, até o trazer. Depois do 1º, comprei o 2º e o 3º, e adorei. Ainda estou a ler o 3º, porque não tenho vontade de o acabar, porque quero que a história continue a fazer parte dos meus dias.


Se tivesse de escolher um dos três, escolheria o 1º, porque é onde tudo começa. É o mais viciante e, é o que apresenta as personagens e o conteúdo da história.  



E qual é a mulher que não gostava de se apaixonar por um Christian Grey? Controlador, protector, apaixonado, meigo e divertido?

Aconselho!

Sigam-me noutro sítio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D