Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

Coisas (des)Interessantes

Não penses que o mundo, a vida ou o tempo, te vão devolver alguma coisa daquilo que fazes. Nem tens de pensar isso sequer! Simplesmente faz!

07
Dez18

Melhores séries de 2018

mudadelinha

Sempre adorei séries e filmes, mas, nos últimos anos, tenho-me dedicado mais às séries, apesar de andar a sentir uma saudadezinha de ver filmes, vou tentar apostar nisso no próximo ano.

Durante este ano fiz o meu top 5 de séries e agora venho listar as minhas preferidas de 2018, o que não é muito difícil, ou mais ao menos vá:

  1. 13 Reasons Why, apesar de ter gostado mais da primeira temporada, é sempre bom seguirmos as séries, eu pelo menos gosto quando não tenho mais nada para ver. Mais sobre a minha opinião sobre 13 reasons why podem ver aqui (https://mudadelinha.blogs.sapo.pt/13-reasons-why-172762), falei algumas vezes dela ao longo deste ano. Parece que vem aí a terceira temporada, e já sei que me vou desiludir, mas vamos lá.
  2. This Is Us, como não podia deixar de ser, apesar de, novamente, achar completamente desnecessária a terceira temporada, ou melhor, acho que ao inventarem de mais, o conteúdo principal perde a magia.
  3. Anatomia de Grey, e sim, sou completamente #teamgreysanatomy desde a 1ª temporada. Nunca deixei de ver, e adorava que a Meredith caísse para o lado do deus de orto, o Link acho.
  4. Prision Break. Ok, esperarem tantos anos, para fazerem um final feliz desta série foi o desespero, mas para mim que sempre adorei a série, foi o melhor final que podiam ter dado à série.

Acompanham alguma destas séries ou sou a única crente por estes lados? Admito que This Is Us arrebatou o meu coração este ano, mas por estes lados continuaremos na luta e sempre uma telespectadora presente nestas séries.

 

 

29
Mai18

13 reasons why

mudadelinha

Esta publicação tem spoilers, pelo que se não querem saber, não leiam até verem a série.

 

Já o tinha dito por aqui que achei “13 reasons why” um pequeno murro no estômago. Vi a primeira temporada passado pouco tempo de a série ter sido lançado e não fazia ideia de que ia existir uma segunda temporada. Considerei a série espetacular e fora do comum, por abordar temas difíceis, pelo desfecho da série, mas também pelo crescimento das personagens. São poucas as séries que me fazem criar um sentimento de amor-ódio pelas personagens e esta foi uma delas. Até aqui só Anatomia de Grey o tinha conseguido e pela mistura destes sentimentos não tenho, nem nunca tive, uma personagem preferida nesta série, porque cada temporada, cada episódio que via, faz-me ter um carinho diferente por cada um. Exemplo disso é a personagem principal Meredith Grey, nunca soube se gostava ou não dela. A verdade é que foi uma personagem criou respeito ao longo da série, e é nesse patamar que ela está neste momento.

Adorei a primeira temporada de 13 reasons why e por mim a série tinha ficado por ali, não havia muito mais a contar, mas decidi dar uma oportunidade à segunda temporada. Comecei há poucos dias e já a acabei. A minha mente não pensava em mais nada nos últimos dias, principalmente depois de descobrir o romance entre Zach e Hannah. Devorei a série até perceber que já só me faltava o último episódio.

A série faz-nos pensar num conjunto de problemas que afetam a nossa sociedade e enganem-se se acham que estes problemas são típicos da América e dos Estados Unidos. Estes problemas afetam qualquer comunidade estudantil, seja nos Estados Unidos, no Brasil, na Bélgica ou em Portugal. Claro que devem ser todos abordados de forma diferente e concreta, mas ao ver esta série apercebo-me que ainda há muitos assuntos tabus e que se evita determinados assuntos e temas por, simplesmente, não se querer falar deles, ou por acharmos que eles não existem ou que são uma realidade distante.

Voltando à série, gostei imenso da série, tenho noção que é uma série chocante, principalmente a segunda temporada, tem partes que simplesmente passei à frente sou sincera, por não conseguir ver. Mas apreciei a forma como trouxeram histórias novas à série e como conseguiram estabelecer um contraditório entre as personagens. Se na primeira temporada acabamos com uma ideia, com um sentimento de revolta, na segunda temporada coloca-se a dúvida se realmente tudo se passou daquela forma, ou se há determinadas situações que foram omitidas, e são muitas dessas omissões que são descobertas e contadas.

 

This quote from the much-talked-about Netflix series '13 Reasons Why' reminds us just how far we have to go as a society.

(esta imagem foi retirada daqui)

 

Foi uma das séries de 2018 tenho a certeza.

Já viram?

 

19
Abr18

O meu top 5 de séries

mudadelinha

 

 Adoro ler noutros blogs este género de publicações, então achei que seria interessante fazer algo do género e vou tentar fazer de séries, livros, filmes e sítios onde já fui comer e adorei.

Começo então pelo meu top de séries, decidi referir cinco, apesar de ter visto outras séries das quais gostei muito, mas estas são aquelas que adorei, vi e revi, devorei e voltava a ver.

  1. 13 Reasons Why

Penso que é consensual que 12 reasons why é um pequeno murro no estômago, pelo menos para mim foi. Aborda assuntos tabu, aborda os preconceitos e estereótipos que se criam na adolescência e, principalmente, aborda a forma como os adolescentes podem ser maus e cruéis. De uma maneira ou de outra, acho que todos passam um bocadinho por isso, ou do lado dos adolescentes que são vitimas desses preconceitos, ou do lado dos adolescentes que criam esses pensamentos. Identifiquei-me em muitos pontos com a série e com aqueles adolescentes, a série pode falhar em muita coisa, pode não ser perfeita, mas acho que consegue e muito bem o objetivo para que foi realizada. Foi das melhores séries que vi em 2017 e cá estou à espera da 2ª temporada.

  1. Anatomia de Grey

Digamos que esta série começou há mais de 10 anos e há mais de 10 anos que a vejo, sigo-a religiosamente. Não posso dizer que adoro esta série, aliás eu chego mesmo a pensar que não tenho uma personagem favorita, porque já senti amores e desamores com todas. É essa a ideia? Sou a única que vejo esta série e sinto isto? Mas esta é a série da minha adolescência e é uma série que me traz mesmo muitas boas recordações. Como disse, não tenho nenhuma personagem favorita, mas de momento estou a torcer pelo Alex Karev, pode ser que mais tarde consiga escrever um post sobre Anatomia de Grey.

  1. This is Us

This is Us é a minha série favorita de todo o sempre, obrigado a quem se lembrou de fazer algo assim, a série está maravilhosa! Vocês já se devem ter apercebido que eu sou a típica pessoa lamechas e é verdade, adoro tudo o que envolve uma boa história de amor, que puxe pelos sentimentos mais sensíveis, lágrimas e coisas parecidas, tudo o que seja humano vá, não gosto nada de terror, ficções e por aí, histórias irreais não é bem a minha praia, mas já aconteceu de adorar, é como tudo. This is Us é maravilhoso, adoro toda a história e adoro o Jack, quem não adora aquele homem? Ele é só o pai, o marido, o amigo perfeito, só não nos podemos lembrar do vicío dele pelo álcool, mas quando nos lembrarmos, esquecemo-nos rápido porque ele é quase perfeito!

  1. One Tree Hill

OTH a par de Anatomia de Grey acompanhou-me durante toda a minha adolescência e já revi a série duas vezes. Não me arrependi nada, sempre que a vejo reparo em pormenores novos e olho para as histórias de forma diferente.

 

  1. Prision Break

Admito que em quinto lugar não ia colocar Prision Break, mas os Pilares da Terra, minissérie de 2010, baseada nos livros de Ken Follet e realizada por John Pielmeier. A série tem apenas 8 episódios, com uma duração maior que a grande parte das séries, se não me engano cada episódio tem cerca de 1.30h. A série está genial, eu nunca li os livros, porque são um bocadinho carotes e nunca os consegui comprar, mas estão no top da minha lista de livros, porque adoro o autor, já li um livro dele e tenho mais alguns para ler. Já vi a série há muito tempo, vi a série logo quando saiu e não me lembro muito dos pormenores, quero revê-la nos próximos tempos. Lembro-me que devorei a série, vi os 8 episódios numa noite e no dia seguinte tinha aulas, e lembro-me que adorei a série. Se não conhecem vejam por favor, se conhecem, já viram e já leram os livros, partilhem a experiência comigo por favor. Adoro Ken Follet, é dos meus autores preferidos!

Como já vi esta minissérie há muito tempo, vou deixa-la para outra altura, e outra das séries de que gostei muito foi de Prision Break. Devorei aquela série até à última gota e nunca pensei que fossem mesmo fazer a 5ª temporada, dei-me por satisfeito com quatro temporadas, mas rapidamente tratei de ver a 5ª e ainda bem que acabou com um final feliz, sou sempre apoiante de um final feliz!

02
Mar18

O entretenimento dos últimos dias

mudadelinha

As séries que vejo estão paradas, comecei a ver La Casa de Papel, mas só vi o primeiro episódio até à data. O L., como moço que gosta de ver animes, anda a ver Oliver e Benji desde o início, bonecos animados da minha infância e da dele também. Como nunca temos muito tempo para ver séries juntos, e o pouco que vemos são as séries que passam na Fox, enquanto ele via fui pousando os olhos e acabei por ver os últimos episódios com ele. 

 

Foi desta e começei a ver sozinha tudo de inicio. Já vão uns aninhos que não via Oliver e Benji e a magia é a mesma. Não são os melhores desenhos animados do mundo, mas têm ali qualquer coisa de especial.

 

 

Conhecem? Gostam?

15
Fev18

Os 3 Jack's da minha vida

mudadelinha

O eterno Jack do filme Titanic. 

O Jack da série Revenge.

E o último... o Jack Pearson do This is Us.

 

Acredito que existam mais Jacks que, de momento, não me recordo.

 

Mas, o último admito que roubou-me algumas lágrimas. Muitas digamos. Foi o único. É daquelas personagens que, porra, faz-me sonhar com um pai assim para os meus filhos! Isso não se faz.

 

 

Sigam-me noutro sítio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D